Valentina: cuidar e acolher quem sofre

Valentina: cuidar e acolher quem sofre

Aos 23 anos, depois de me formar em enfermagem, deixei minha família e profissão para me consagrar a Deus como missionária. Há vários anos, vivo na Costa do Marfim, onde coordeno os Centros Médicos abertos pela nossa Comunidade para atender as camadas mais frágeis da população.

Desde pequena, sinto uma grande sensibilidade para com os que sofrem. Observei com interesse o trabalho dos profissionais de saúde, que têm a preciosa tarefa de estar ao lado de pessoas doentes, preocupando-se com os problemas de saúde da comunidade. Pensei nos hospitais como um lugar privilegiado para estabelecer relações profundas e sinceras com pacientes que, às vezes, encontram, na equipe médica, alguém com quem compartilhar dúvidas, medos profundos, de quem receber forças, esperança, contando com uma presença amigável.

Vivo o meu ser missionário nos Centros Médicos da minha comunidade, porque são uma encruzilhada fundamental, é um lugar de encontro privilegiado para pessoas que precisam de cuidados, atenção, gestos de amor. Para mim, é uma forma concreta de afirmar a sua dignidade de filhos de Deus, amados e preciosos para Ele, para além da religião, da etnia, da sua história.

Uma consulta no centro médico de Yopougon

Passo os meus dias, várias vezes por semana, em contato com os nossos médicos e enfermeiras, procurando organizar e facilitar o seu trabalho. São cerca de quarenta pessoas que oferecem atendimento médico de qualidade com o rosto fraterno e acolhedor do carisma da Comunidade Missionária de Villaregia. Com eles, vivemos também momentos de formação para que, para além dos desafios do dia a dia, o nosso Centro se destaque pela atenção à pessoa.

Frequentemente, somos chamados a fazer muito mais do que a responsabilidade de uma unidade de saúde. Há poucos dias, por exemplo, um dos médicos me ligou porque notou que uma jovem mãe não estava seguindo as instruções dadas para tratar seu bebê de 6 meses. Então, a situação estava ficando muito séria. Foi necessário, portanto, envolver e sensibilizar também os familiares e proceder com a internação da criança em um hospital da cidade, prestando também auxílio financeiro. Mudamos imediatamente e pudemos tanto entrar em contato com a família de origem, como obter uma rápida hospitalização e salvar a vida da criança.

Centro Médico “São Lourenço” em Yopougon

Como missionária, trago, na oração e na celebração eucarística que vivo com a minha comunidade, as pessoas que encontro diariamente.

As pessoas são muito gratas pelo nosso serviço e, frequentemente, nos agradecem. Viviane é uma delas: depois do parto, veio mostrar a linda menina nascida poucos dias antes. Ela tentou expressar milhares de agradecimentos ao ginecologista que a ajudou em uma gravidez difícil e queria colocar o bebê tão esperado nos braços de nosso médico…

Alegrias e tristezas, desafios e descobertas resumem o dia a dia dos nossos centros médicos, onde encontrar Jesus e amá-lo em quem sofre.

Um dia com os missionários

6:00 horas
7:00 horas
8:00 horas
9:30 horas
10:00 horas
11:00 horas
12:00 horas
13:00 horas
14:00 horas
15:00 horas
16:00 horas
17:00 horas
19:00 horas
21:00 horas
22:00 horas
23.00 horas

6:00 horas

Pe. Domenico celebra a missa em Ouagadougou, Burkina Faso
6:00 horas

7:00 horas

Ângela fala com Deus na oração

7:00 horas

8:00 horas

Astrid estuda na faculdade de teologia na Costa do Marfim

8:00 horas

9:30 horas

Valeria forma discípulos nas comunidades cristãs

9:30 horas

10:00 horas

Angel e Yolanda para ajudar os jovens no empreendedorismo 

10:00 horas

11:00 horas

Pe. Aldo e os missionários de Texcoco evangelizam no Chapas, no Mexico

11:00 horas

12:00 horas

Katia visita os doentes na missão em Lima, Perú

12:00 horas

13:00 horas

Giovanni e Roberta, acolhem na casa deles os migrantes

13:00 horas

14:00 horas

Angelica em Belo Horizonte dirige o Centro de Acolhida

14:00 horas

15:00 horas

Alessia acolhe um grupo de jovens

15:00 horas

16:00 horas

Valentina está no Centro Médico da nossa missão na costa do Marfim

16:00 horas

17:00 horas

Padre Ricardo: acompanhar o caminho vocacional

17:00 horas

19:00 horas

A São Paulo Pe. Bruno celebra a missa comunitária coração do dia dos missionários

19:00 horas

21:00 horas

A Belo Horizonte Andreia Luciene visita uma Pequena Comunidade Evangelizadora

21:00 horas

22:00 horas

Em Maputo Antonietta e a comunidade fecham o dia na fraternidade

22:00 horas

23.00 horas

Margaret: Evangelizar todos os dias

23.00 horas

 

Português